TV ESCOLA lança programação para período de isolamento social

Objetivo é manter crianças e jovens estudando; também estão disponíveis conteúdos especiais para professores e pais Para ajudar a reorganizar as rotinas de mais de 50 milhões de crianças e jovens brasileiros sem aulas por conta da Covid-19, a Roquette Pinto Comunicação Educativa (Acerp), gestora do canal TV ESCOLA, lançou o projeto “Seguimos Conectados”. Trata-se de um conjunto de ações que utilizam as mais de 500 horas de programação educativa do canal. Desse total, 200 horas de programação são inéditas. O objetivo é manter os estudantes da educação básica engajados nos seus processos de aprendizado, mesmo estando fora do ambiente escolar. As ações são focadas nos três públicos do canal: pais, alunos e professores, com conteúdos específicos desenvolvidos para cada um.

Todas as redes sociais e as plataformas da TV ESCOLA (app, portal, canal de televisão aberto, por satélite e pago) darão dicas de como os pais podem motivar as crianças a seguirem estudando, os professores compartilhar ideias de utilização da programação do canal e os alunos selecionar conteúdos por área de conhecimento.

Também estão sendo disponibilizadas orientações sobre como os jogos eletrônicos, percursos educativos e demais objetos educacionais, pedagogicamente confiáveis e totalmente gratuitos do canal, podem servir como recursos para aulas virtuais. São disponibilizados textos e vídeos informativos para pais que têm crianças na Educação Infantil e/ou no Ensino Fundamental (anos iniciais). Propostas de atividades interativas a partir de séries audiovisuais e jogos da TV ESCOLA. Para maior segurança, os pais/responsáveis conhecerão as habilidades que seus filhos desenvolverão ao interagir com cada conteúdo. Também receberão, pelas redes sociais, indicações de como preparar o ambiente e organizar os horários para as atividades.

Já os estudantes encontrarão programas audiovisuais diversos que ampliam o repertório cultural. Conteúdos por áreas de conhecimento para os que estão no Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio. E para os jovens que já estão se preparando para os exames de ingresso no Ensino Superior, haverá uma seleção específica de produtos.

Conteúdos audiovisuais diversos que atendem às diferentes áreas do conhecimento e os segmentos da Educação Básica, Plataformas digitais que trazem informações e compartilham experiências, projetos e planos de aula, Produtos lúdicos que ampliam a reflexão, o repertório, a prática pedagógica e promovem o aprender a aprender dão os conteúdos especialmente preparados para os docentes.

#Educação #inovação #tecnologia #educador21 #pandemia