Rede de ensino de idiomas usa gameficação na aprendizagem

Rede de franquias especializada em inglês para crianças inclui aplicativo de jogos no material didático da primeira infância e estimula a curiosidade e autonomia dos pequenos Manter os alunos concentrados é um desafio e tanto no mundo globalizado, já que os avanços tecnológicos, principalmente os que utilizam smartphones, tablets e computadores, foram inseridos em quase todas as atividades cotidianas das crianças. Essas mudanças direcionam não só o pensar, o agir e o interagir, como também o aprendizado.

Com base nessas perspectivas e após realizar pesquisas sobre o assunto, o The Kids Club, rede de franquia especializada em inglês para crianças, implementou, no material didático oferecido aos alunos de 3 e 6 anos, um aplicativo que utiliza a gameficação. O que se tornou um recurso poderoso para os pequenos continuarem a praticar inglês em casa, complementando o aprendizado realizado em sala de aula. A grande vantagem é a possibilidade do envolvimento da família toda no processo. “Os games são importantes para a educação e acreditamos que será mais uma ferramenta de apoio ao ensino do idioma, uma forma de reforçar o aprendizado de forma divertida e lúdica, criando no aluno o interesse por aprender cada vez mais”, disse Sylvia de Moraes Barros, CEO da rede.

A executiva explicou, ainda, que durante o uso da ferramenta as crianças participam de jogos interativos em que criam um avatar e passeiam por diferentes mundos, onde são estimulados a usar o conhecimento adquirido em sala de aula dentro de um contexto divertido. Conforme vão acertando, "pulam de fase", aprimorando os conhecimentos da língua inglesa. Todos os tópicos abordados no app conversam com os assuntos discutidos em sala de aula.

“É uma estratégia para que o aluno se envolva cada vez mais com a nova língua e passe, dessa forma, a se relacionar com o idioma como algo natural e divertido, aprendendo, assim, a gostar do inglês”, disse Sylvia.

“Para as crianças da primeira infância, a experiência com os games vai muito além do entretenimento, pois desperta o interesse e os desafia a resolverem problemas de forma criativa, além de contribuir com o desenvolvimento de habilidades como interatividade, autonomia, persistência, competição saudável e disciplina, habilidades necessárias no mundo de hoje”, complementou a executiva. #educação #tecnoloia #inovação #gameficação #educador21