Jovens Gênios é uma das vencedoras em prêmio do BrazilLAB

A premiação Força-Tarefa Covid-19 foi criada para reconhecer soluções inovadoras na ajuda a estados e municípios a enfrentar a pandemia do coronavírus O BrazilLAB, aceleradora de soluções para o setor público, premiou as três soluções mais inovadoras para ajudar estados e municípios a enfrentar os problemas decorrentes da pandemia do coronavírus. A edtech carioca Jovens Gênios foi uma das premiadas do BrazilLAB, programa que identificou as "GovTechs" e pequenas e médias empresas que desenvolvem soluções para as áreas de educação pública, inclusão produtiva e digitalização de serviços públicos. Presente de Natal do Educador21: um e-book gratuito sobre PBL Pandemia ficará marcada como catalisadora de mudanças na Educação A premiação ocorreu após o DemoDay, via YouTube, com a apresentação das seis melhores startups e PMEs do Programa Força-Tarefa Covid-19. Para Bernard Caffé, CEO da Jovens Gênios -- plataforma digital adaptativa de aprendizagem gamificada e de avaliação fundada em 2018 --, levar as soluções tecnológicas para o setor público condiz com os principais pilares da edtech. "Nosso propósito é a democratização de acesso à educação de qualidade. Nesse sentido, o time operacional, mentores e workshops do Programa do BrazilLab foram cruciais para estruturarmos a nossa tese de impacto baseado em políticas públicas por evidência. Estamos muito felizes com esse próximo passo de crescimento da Jovens Gênios", explicou Caffé. A Jovens Gênios se destacou no Batch 2 do Programa de Aceleração por ter criado um Kit de Compras Públicas com uma estrutura comercial que facilita a adesão dos entes públicos de todas as suas soluções, e por trazer uma proposta inovadora baseada em teses de impacto social em um piloto gratuito para qualquer ente público. Tudo isso foi criado a partir de políticas públicas baseadas em evidências de impacto aplicadas em alguns país do mundo, as Social Impact Bounds. Assista ao DemoDay da Força-Tarefa Covid-19, na íntegra: Após a apresentação para a banca formada por gestores públicos, prefeitos, especialistas em tecnologia e inovação, empreendedores e investidores, o BrazilLAB anunciou as três primeiras colocadas. 1º lugar - Árvore Tem como propósito democratizar e disseminar o acesso à leitura de forma dinâmica, atualizada, sustentável e econômica, por todo o país através da flexibilidade da tecnologia. É a maior plataforma de leitura digital do Brasil, atuando em centenas de escolas e bibliotecas, com mais de 35 mil obras em nosso acervo. Oferece ferramentas de suporte pedagógico ao desenvolvimento do trabalho do professor e relatórios com dados de comportamento leitor. 2º lugar - Shopping do Cidadão Solução integrada de atendimento ao cidadão, que auxilia tecnologia de ponta para identificação do cidadão, facilidade de uso, simplificação de processos, integração com sistemas públicos, ampliando a capilaridade de atuação do poder público. O modelo integrado prevê o atendimento de forma híbrida (presencial e digital) conforme a necessidade e conveniência do cidadão. Com 12 anos de experiência em atendimento, entende as necessidades dos cidadãos e a melhor forma de ofertar os serviços públicos. 3º lugar - Jovens Gênios As Plataformas Jovens Gênios, voltadas para os anos finais do ensino fundamental, usam algoritmos de inteligência artificial para individualizar o aprendizado e a gamificação para torná-lo mais divertido para os alunos. Transformam o processo de ensino-aprendizagem utilizado pelos educadores ao disponibilizar as principais metodologias ativas de aprendizagem e evidenciam os indicadores de aprendizagem e engajamento dos estudantes para os gestores com relatórios em tempo real. As demais finalistas foram a Dados Legais, plataforma de gestão dos direitos dos titulares de dados, Lys Aprendizagem Simplificada, curso a distância, totalmente via Whatsapp, e Schoolastic, uma Inteligência Artificial 100% desenvolvida com finalidade educacional. #educação #tecnologia #inovação #educador21 #edtechs #brasillab #jovensgênios