Coronavírus: startup disponibiliza mais de 80 cursos online gratuitos

Com o objetivo de democratizar conhecimento de idiomas, empreendedorismo e para exames, a curitibana Kultivi conta com 520 mil usuários cadastrados e cerca de 80 mil usuários por dia em suas mais de 4 mil aulas Há meses, o mundo assiste, assustado, o avanço devastador do coronavírus. Ao mesmo tempo, na corrida para diminuir os efeitos da pandemia, inovações tecnológicas se transformaram em grandes aliadas para manter a população em casa. No Brasil, não faltam opções de sites e aplicativos que contribuem para facilitar a vida de milhões de pessoas que há dias se encontram em quarentena obrigatória ou voluntária. Além das inúmeras opções de entretenimento, é possível fazer tudo em casa por meio das mais variadas ferramentas. E que tal aproveitar o tempo livre para estudar e buscar capacitação profissional?

Considerada uma das principais plataformas de ensino do país, a curitibana Kultivi é uma ótima opção para quem busca ensino de qualidade e gratuito. A startup oferece mais de 80 cursos em diferentes áreas, como idiomas, empreendedorismo, medicina e voltados ao Enem e à OAB: soma mais de 4 mil aulas distintas. “Neste momento de reflexão e, principalmente, que exige tranquilidade, é muito interessante buscar uma ocupação fora da rotina, e nada melhor do que aproveitar o tempo livre para aprender. Por esse motivo, nossa plataforma disponibiliza mais de 80 cursos online gratuitos para os brasileiros”, disse Cláudio Matos, sócio fundador da Kultivi. Atualmente, a Kultivi conta com mais de 520 mil alunos inscritos em seus cursos, que contabilizam mais de 4 mil aulas exclusivas. Grande destaque da plataforma, o curso de inglês, que oferece 230 aulas e materiais de apoio, já conta com mais de 160 mil inscritos. Outro perfil de aluno que tem buscado conteúdo é o de estudantes interessados em realizar provas de exames, como o Enem ou a OAB. “Só no último mês de março, tivemos 18 mil inscrições em nossa plataforma. Temos notado uma busca muito grande por cursos de idiomas, especialmente o inglês. Um curso de inglês como o nosso, se vendido, não sairia por menos de R$ 10 mil. Na Kultivi, com a democratização do ensino, esperamos formar milhões de novos poliglotas”, disse Matos.

Uma das novidades recentes da plataforma são as formações específicas para a área de negócios, especialmente o empreendedorismo. É possível encontrar, entre outros, os cursos “Mindfulness”, “Empreendedorismo Social” e “Coaching para Empreendedores”. A criação e a sobrevivência de novos negócios serão fundamentais para que a economia brasileira dê o salto de crescimento esperado após a crise global gerada pelo coronavírus. “Se as pessoas tiverem um mínimo de conhecimento técnico para gerir seus empreendimentos, a vida de todos tende a melhorar muito”, explicou Cláudio Matos.

#educação #tecnologia #inovação #educador21 #EAD #pandemia #covid19