Congresso da Big Brain ressalta humanização da Educação

Evento remoto realizado pela edtech Big Brain Education atraiu perto de 10 mil espectadores de toda a América Latina O Congresso Latino-Americano de Educação Inovadora, realizado na semana passada pela Big Brain Education -- partner da Microsoft --, trouxe um rico debate sobre o momento atual e o que se esperar para o futuro no setor. O evento, que durou três dias, reuniu 21 renomados palestrantes e contou com cerca de 9.800 participantes de vários locais do mundo. A diretora de Educação da Microsoft, Vera Cabral, esteve na mesa-redonda do primeiro dia do evento. Na ocasião, a educadora reiterou a missão da Microsoft, de "empoderar cada estudante do planeta a conquistar mais". Mas chamou a atenção para o fato de a tecnologia possibilitar a humanização da educação. "Tudo o que estamos vivendo com a pandemia, e que acabou por nos empurrar para essas mudanças, possibilita que tenhamos um novo olhar sobre a Educação. Precisamos criar uma nova escola, onde o jovem seja protagonista, e que desenvolve competências e habilidades e não se fecha nos seus muros, mas transborda e trabalha para a sociedade", disse a executiva. Outro depoimento de peso no evento veio da educadora Maria Inês Fini. Presidente da recém-criada presidente ANEBHI (Associação Nacional de Educação Básica Híbrida), a educadora com mais de três décadas de dedicação ao setor, foi categórica ao afirmar que 2020 não foi e nem deve se considerado um ano letivo perdido. "Professor, registre todas as atividades realizadas por você e seus alunos. Precisamos, professores, todos, realizar um trabalho de inteligência coletiva e criar uma agenda estratégica para 2021 de busca incansável e ininterrupta daqueles alunos que nos abandonaram [evadiram], mas que não podemos abandonar. Não podemos deixar nenhum [aluno] para trás", disse a educadora, fundadora da Faculdade de Educação da Unicamp e ex-presidente do Inep, responsável pela implementação do Enem e do Encceja. A Big Brain Education foi, mais uma vez, reconhecida internacionalmente pelo seu trabalho na área de educação. Desta vez, o destaque ficou por conta da transformação digital promovida no setor. De acordo com Ronei Pasquetto, diretor da Big Brain, o prêmio concretizou mais uma vez a direção correta da companhia em gerar transformações. "Estamos muito felizes e orgulhosos. É muito significativo materializar todo o trabalho desenvolvido ao longo dos anos", disse o CEO. Com isso, a Big Brain supera países de primeiro mundo, e representando o Brasil, se torna a referência mundial em formação de docentes. O anúncio do prêmio ‘Parceiro de Treinamento Global do Ano’ pelos esforços e impacto na educação brasileira por meio da qualidade dos serviços oferecidos foi na abertura do Microsoft Global Training Partner, o treinamento oficial da Microsoft. Os próximos passos da Big Brain sobre o cenário educacional pretendem manter a mesma característica promissora, com uma porcentagem significativa para receber novos prêmios pelo efeito positivo na educação brasileira. #educação #tecnologia #inovação #educador21 #microsoft #bigbrain #edtechs