• Educador21

Saiba quais estados mais buscam plataformas EAD no Brasil

Desde março, o volume de pesquisas por plataformas EAD cresceu 123% comparado ao mesmo período do ano passado


Apesar de já ser um modelo em crescimento no Brasil, a pandemia e o isolamento social fizeram com que escolas, universidades, cursos de extensão e qualquer tipo de ensino do Brasil inteiro tivessem que se adaptar ao ensino a distância. Por conta disso, as buscas por plataformas de EAD cresceram mais de 123% comparado ao mesmo período do ano passado.


Mas, você sabe quais são os estados do Brasil que mais buscaram ferramentas EAD desde então?


A Innovio -- plataforma de ensino a distância -- fez um levantamento dos estados que mais buscaram empresas que ofereciam produtos e serviços EAD para se adaptarem o mais rápido possível à realidade. O primeiro do ranking é o Estado de São Paulo. Foi responsável por mais de 28% das buscas por suas mais de 31 mil instituições de ensino.


Em segundo lugar está Minas Gerais, com mais de 16 mil instituições de ensino. Mais de 11% das buscas foram dos mineiros. Logo depois estão Rio de Janeiro, Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Ceará, Santa Catarina e Distrito Federal.


"Acredito que a nossa plataforma oferece um layout flexível e se adapta facilmente a diferentes propósitos, como, por exemplo, às instituições de ensino, professores autônomos, desenvolvedores, agências, empreendedores e startups", disse Rafael Müller, criador da Innovio.

Depois de instalar a plataforma EAD em poucos passos, basta configurar o portal de acordo com a necessidade do teacherpeneur ou instituição de ensino. Os cursos podem ser criados com o gerenciador de aulas e seções avançadas. O currículo e outras configurações de um curso são organizados de forma tão intuitiva que qualquer pessoa pode facilmente publicar um curso.

O administrador da plataforma pode permitir que o instrutor crie e envie cursos. Os recebimentos podem ser divididos de acordo com a taxa de comissão pré-definida. Um relatório detalhado de pagamento é mostrado no painel administrativo.


"As buscas me incentivam a trabalhar ainda mais para oferecer a plataforma em todos os lugares do Brasil e do mundo. Queremos crescer com responsabilidade e oferecer sempre o melhor para nossos clientes", finaliza Müller.


A plataforma EAD é flexível e se adapta facilmente a diferentes propósitos como, por exemplo, professores autônomos, desenvolvedores, agências, empreendedores e instituições de ensino, que é o caso do Projeto Coração de Polén.

O Projeto Coração de Polén é um centro de estudos, pesquisas e tratamentos na área emocional. Com a pandemia, os planos de levar cursos para professores de todo o Brasil acabaram atrapalhados. Por isso, Geraldo Peçanha de Almeida, diretor do Projeto, sentiu necessidade de contratar uma plataforma que se encaixasse com seus objetivos.


"Estava procurando uma ferramenta que pudesse atender à necessidade do público-alvo do meu projeto, que são pessoas mais simples e que precisam de fácil manuseio, pagamentos simplificados e preços mais acessíveis. Foi assim que durante uma pesquisa desinteressada conheci a Innovio", disse o diretor.


De acordo com Geraldo, sua equipe já havia entrado em contato com outras empresas de ensino a distância, mas nenhuma atendia às expectativas do Projeto. Poder montar a plataforma com a identidade do Coração de Polén, mas todos já vinham com layout pronto.


"Quando o Rafael Müller disse que eu poderia deixar tudo conforme meu gosto e, caso não tivesse determinada função dentro da plataforma ele criaria, me chamou atenção. Foi o que me fez fechar com a Innovio. Nossos alunos são professores que estão à procura de mais aprendizados, mas que não têm domínio em informática", explicou Geraldo Peçanha, que já conta com 12 mil alunos na nova plataforma, e pretendemos alcançar os 100 mil até o fim do ano.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #EAD #edtech