• Educador21

Rede municipal de Porto Alegre faz parceria com edtech Matific

Prefeitura de Porto Alegre fecha parceria com plataforma de matemática e oferece ensino a distância para 26 mil alunos com ferramenta alinhada à Base Nacional Comum Curricular (BNCC)


A Prefeitura de Porto Alegre e a plataforma Matific de jogos matemáticos passam oferecer ensino a distância para 26 mil alunos, de 5 a 12 anos. No acordo, anunciado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, a Matific cede licenças de uso para a rede pública municipal, do ensino infantil ao sexto ano.


A plataforma de jogos matemáticos já é utilizada por 600 mil alunos, de 3,5 mil colégios públicos e privados no país. Tem se mostrado uma opção de aprendizagem lúdica para crianças no período de quarentena por conta do surto do novo coronavírus.


Em Porto Alegre, o sistema de gamificação estará disponível para 52 escolas municipais, beneficiando quase mil turmas na faixa etária atendida pela startup internacional. Com a parceria, alunos, pais e professores passam a ter acesso a um acervo de cerca de 2 mil atividades, desafios e exercícios de matemática.


O sistema está alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), além de estar alinhada ao currículo da rede municipal de Porto Alegre.

Matific é uma startup internacional que desenvolveu um premiado sistema educacional de matemática. O sistema Matific é adotado em mais de 60 países, e acumula diversos prêmios internacionais por sua pedagogia e tecnologia.


Projetado por uma equipe de especialistas e professores de matemática, engenheiros de software e desenvolvedores de jogos, a pedagogia Matific é baseada no trabalho do professor Raz Kupferman da Universidade Hebraica (Hebrew University) em Jerusalém, e do professor Shimon Schocken, do Centro Interdisciplinar de Herzelia.


“Cientes da necessidade de manter as atividades regulares neste período de paralisação escolar e de risco de contaminação, nosso time está disponível para dar suporte a famílias, alunos e professores, tanto das escolas que já possuem o nosso sistema quanto das demais instituições que receberam as licenças nesta época”, disse Dennis Szyller, CEO da Matific Brasil.


Para o executivo, a tecnologia, além de uma grande aliada para melhorar a qualidade da educação a curto prazo e com a escala necessária, é também uma boa alternativa nesses casos críticos de saúde pública e paralisação escolar.


“O uso de plataformas digitais traz mais protagonismo e autonomia aos alunos, permitindo que o aprendizado aconteça em qualquer lugar, basta apenas um smartphone do pai ou mãe, por exemplo”, acrescentou o CEO.


#educação #inovação #tecnologia #educador21 #edtech #BNCC