• Educador21

Prêmio iBest está de volta (com a categoria inédita Educação)

Depois de um grande hiato, o 'Oscar' brasileiro da internet é retomado e traz a Educação entre suas 52 categorias. O TOP10 do setor será conhecido no dia 25 de setembro


O Prêmio iBest, entre 1996 e 2008, foi a bússola para o encontro das melhores iniciativas pioneiras na internet. Era considerado, então, a maior premiação do gênero em todo o mundo. Agora, é lançado o Novo Prêmio iBest. E, pela primeira vez, apontará as dez mais relevantes iniciativas de conteúdo de Educação no Brasil.


O novo Prêmio iBest é uma iniciativa da iBest Global, empresa criada por Marcos Wettreich, CEO da iBest Global, chairman do Novo Prêmio iBest e idealizador e fundador do prêmio iBest original.


"O Novo iBest tem um desafio significativamente mais complexo do que o do primeiro iBest. Não somente pelo aumento substancial do número de iniciativas existentes, mas ao se propor analisar os melhores considerando e quantificando a presença unificada nas diversas plataformas que compõem este universo digital", disse Marcos Wettreich.


Essas dez iniciativas mais relevantes serão denominadas como os iBest Top10. Será entre elas que os brasileiros votarão para escolher o melhor conteúdo digital de Educação do país.


O processo de entendimento das dez principais iniciativas utilizou um algoritmo matemático desenvolvido pelo iBest. São considerandos a presença unificada de seus sites, apps e redes sociais (Instagram, Facebook, Youtube e Twitter). Levam-se em conta métricas como alcance, engajamento e relevância dos sites, apps e redes sociais.


No dia 25 de setembro, será feita a divulgação dos dez finalistas iBest Top10 em iniciativas de conteúdo educacional do universo digital brasileiro. Os vencedores do iBest na categoria serão anunciados em 10 de dezembro.


Além de conteúdo de Educação, outras 52 categorias serão apresentadas pelo Prêmio iBest para 2020.

O iBest foi a premiação mais importante da internet do Brasil, entre 1995 e 2006. Chamado de "o oscar" do setor, era considerado referência de qualidade dos empreendimentos ligados à internet no país.


Foi desenvolvido pela Mantel Marketing, empresa de Marcos Wettreich e criadora da propriedade intelectual original sobre a marca iBest.


O iBest virou uma empresa independente em 1999, quando GP Investimentos se tornou sócio da mesma. Em 2001, a Brasil Telecom ingressou como acionista da empresa, tendo assumido a totalidade do controle acionário em 2003.


O idealizador do iBest, Marcos Wettreich, é um reconhecido empreendedor serial ligado a tecnologia e internet. Foi fundador ou cofundador de empresas como a MLab, que se tornou a Neoris; e a Booknet, base para a criação do Submarino.


Engenheiro eletrônico de formação e pós-graduado em Marketing pela PUC-Rio, Wettreich ainda tem OPM pela universidade de Harvard. Em 2000, foi agraciado com o prêmio de Entrepreneur of the Year, da Ernst&Young.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #premioibest2020 #ibest #ibesteducação