• Educador21

Plataforma ajuda professores a aderir à revolução digital

O Cambridge Assessment English, departamento da Universidade de Cambridge, desenvolveu a The Digital Teacher, que indica um plano de ação após breve análise das competências-chave dos professores


A pandemia de Covid-19 ao longo dos últimos meses "empurrou" paticamente

todo o mundo para ambientes digitais como forma de não interromper a Educação apesar do afastamento social forçado. Plataformas digitais se tornaram o novo espaço de aprendizado para boa parte dos jovens em idade escolar e dos universitários.


O impacto da pandemia na Educação foi tão forte que o banco inglês Ibis Capital já aponta que o mercado global de edtechs -- como são chamadas as startups voltadas para a educação -- deve crescer em torno de 17% até o fim de 2020.

Com isso, o setor poderá alcançar um faturamento superior a US$ 252 bilhões. No Brasil, as receitas do segmento crescem em média 20% ao ano, de acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups).


Apesar disso, essa aceleração abrupta na transformação digital do setor fez com que muitos professores não tenham conseguido se preparar e para se adaptar aos novos tempos. Noções de novas metodologias, ferramentas tecnológicas e segurança digital ainda estão em desenvolvimento.


Mas os professores que precisam de apoio nessa reinvenção podem contar, de forma gratuita, com uma plataforma que pode ajudar muito nessa revolução profissional: a The Digital Teacher.

Voltado para o aperfeiçoamento digital dos docentes de qualquer disciplina, o recurso desenvolvido por Cambridge Asessment English -- departamento da Universidade de Cambridge para avaliação de proficiência em inglês e preparo de professores -- é totalmente gratuito. O profissional pode se autoavaliar levando em consideração a familiaridade com as tecnologias que surgem no ambiente da educação.

A partir de um teste remoto rápido, a plataforma identifica o nível pessoal de habilidades em algumas competências-chave que abordam:

  • produtividade

  • aspectos legais e gerenciamento das informações

  • metodologia

  • aperfeiçoamento do idioma

  • adoção de recursos

  • colaboração

  • curadoria

  • plano de aula

  • integração entre canais de ensino

  • avaliação

Com esse panorama, são indicadas sugestões de caminhos para o desenvolvimento profissional. As práticas envolvem desde leituras, webinares e

MOOCs, até dicas práticas que podem ser adotadas com facilidade no dia a dia, como apps, sites e soluções em nuvem.

O Cambridge Assessment English é um departamento sem fins lucrativos da Universidade de Cambridge. Sua especialidade é em certificações e avaliação da língua inglesa, com um amplo portfólio para diferentes públicos e objetivos. São mais de 100 anos de tradição, atuando em mais de 130 países. No mundo todo, mais de 5,5 milhões de pessoas prestam os exames anualmente.


No portal, há ainda uma seção que permite compartilhar exercícios e modelos de tarefas que podem ser aplicadas dentro e fora da sala de aula; reviews elaborados por especialistas sobre diferentes aplicações.


Um blog também fica disponível para que a comunidade de professores divida histórias sobre suas jornadas digitais.


Para quem busca mais, há um material sobre 12 dicas para uma aula online inesquecível. O documento detalha alguns aspectos, como a escolha de plataforma online, as necessidades mínimas em termos de tecnologia, cuidados com a segurança online, rotinas e formas de dar instruções, entre outros.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #aperfeiçoamentodeprofessores #revoluçãodigital #transformaçãodigital