• Educador21

O que é startup?

Para ter uma startup é preciso gostar de encontrar soluções para problemas que, preferencialmente, envolva um desenvolvimento mirabolante de tecnologia milagrosamente simples quando chega até você!


Já pensou em abrir uma empresa que tenha como base a tecnologia? Se a resposta for sim, saiba que elas são mais conhecidas como startups. Mas qual a definição correta para uma startup? Empresas que têm algum tipo de inovação, seja no modelo de negócio ou de novas tecnologias, fazem parte desse grupo.


As startups têm como conceito um modelo de negócio repetível e escalável, mas que operam sobre um cenário de grande incerteza. Podem ser voltadas para áreas específicas, como agricultura (agrotech), finanças (fintech), advocacia (lawtech), saúde (healthtech) ou educação (edtech), entre outros setores. Junior Borneli, cofundador da StartSe, explicou que essas empresas nascem e crescem muito rápido.


E ainda acrescentou que elas têm como característica um crescimento exponencial no número de clientes e faturamento, enquanto os custos crescem lentamente. "Na maioria das vezes, são empresas de base tecnológica como 99 Taxis, Uber, Whatsapp. Mas também podem ser instituições 'normais' como a WeWork, que é uma startup de rede de coworking."


Normalmente, as startups nascem a partir da percepção de um problema e do desejo do fundador da empresa de resolvê-lo da melhor forma possível. Preferencialmente, utilizando a tecnologia. Sendo assim, solucionam os problemas de uma maneira simples, direta e definitiva.

O acesso à tecnologia hoje me dia é mais barato do que no fim do século passado, ou até na primeira década do século 21. Dessa forma, qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, pode criar uma startup que seja capaz de gerar um impacto.


Foi com esse pensamento em mente que Igor Mateus e Guilherme Lermen -- apaixonados por futebol -- decidiram abrir seu próprio negócio em Porto Alegre. Mas logo perceberam que não bastaria ter uma boa ideia para colocar em prática.


"Tirar uma startup do papel envolve mais do que idear e validar hipóteses. É preciso resolver muita burocracia e encontrar um time de pessoas que estejam dispostas a desenvolver o projeto", explicou Mateus, lembrando alguns dos percalços logo no início da empreitada da dupla.


Como bons startupeiros que amam resolver problemas, em vez de desistir ante as dificuldades encontradas, viram nelas uma outra oportunidade. E assim nasceu a Startuppando.

"Tivemos dificuldade para criar a nossa startup e, ao começar a participar de concursos, vimos que tinha gente ainda mais perdida que nós. Por isso, decidimos abrir uma consultoria para quem vai montar uma startup do zero", disse Guilherme Lermen.


A empresa funciona desde o ano passado e atende empreendedores de todo o país. Mateus e Lerman alimentam com dicas e explicações suas redes sociais no Instagram, Facebook e YouTube. E mantêm um grupo no Telegram para oferecer conteúdo diário, além de um e-book com o passo a passo para oficializar uma startup.


Na consultoria, realizada por vídeo-chamada, também indicam serviços com descontos -- contador, advogado, especialistas em marketing e em tecnologia. O objetivo da dupla é, até setembro, ampliar sua rede de contatos para todo o país e firmar parcerias com investidores-anjo e aceleradoras, a longo prazo, para se tornarem referência para o setor.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #oqueé #startup #edtechs