• Educador21

O que é gamificação?

A utilização da gamificação na educação oferece inúmeras vantagens no processo de ensino-aprendizagem. Quer saber como aumentar o engajamento dos seus alunos? Entenda o que é e como aplicar a gamificação


Entre as metodologias ativas voltadas para incrementar o envolvimento e a participação dos estudantes nas aulas, a gamificação apresenta excelentes resultados em engajamento e melhora efetiva de aprendizagem. Isso porque os elementos de jogos devem estar alinhados a uma forte base pedagógica.


Mas engana-se quem acredita que a gamificação esteja ligada apenas a jogos digitais. Nas escolas que utilizam a metodologia, são usados jogos de tabuleiro e até fantoches. Não existe, portanto, uma "receita de bolo" sobre como aplicar os conceitos de gamificação em sala de aula.


O ideal é que o gestor ou professor que queira começar a utilizar esses recursos busque maneiras adequadas de encaixar essas técnicas com a real necessidade dos alunos.


"A principal referência teórica nesse contexto é a Teoria de Desenvolvimento Proximal, elaborado por Vygotsky e garante que a aprendizagem seja suficientemente difícil para não ser monótona, mas adequada para não gerar frustração", explicu Bernard Caffé, CEO da edtech Jovens Gênios, que apresenta soluções digitais com desafios gamificados para escolas.

A gamificação pode ser uma ferramenta poderosa para engajar os estudantes, estimular a criatividade e melhorar a qualidade do ensino. Oferece inúmeras vantagens no processo de ensino-aprendizagem, como:

  • Superação do desinteresse dos estudantes em relação às aulas

  • Auxiliar no desenvolvimento do raciocínio lógico

  • Melhorar a interação entre os alunos e favorecer a capacidade de memorização

  • Estimular o trabalho em equipe

  • Desenvolvimento da criatividade, autonomia, colaboração, engajamento

  • Retenção de conteúdo por interesse

  • Protagonismo dos alunos

  • Melhorar a capacidade de resolução de problemas

  • Instigar o cérebro e evitar que ele entre em um modo parecido com uma zona de conforto, fato que reduz o processo de aprendizado

Embora somente mais recentemente os educadores tenham começado a adotá-la, reconhecendo seu potencial, a metodologia não chega a ser um conceito novo. O Oregon Trail, por exemplo, era uma mistura única de diversão e aprendizado na década de 1980, como destacou o CEO da Jovens Gênios.


"Diferentemente do que muitos educadores imaginam, a gamificação é uma ciência sobre o comportamento humano determinada por um instinto de recompensa e competitividade em grupo. A partir disso, o processo de inovação é totalmente experimental sendo estruturado por hipóteses, grupo de controle e evidências", disse Caffé.

A boa notícia, neste ponto, é que a gamificação pode ser adequada a qualquer disciplina e área de interesse. E, segundo o CEO da Jovens Gênios, os passos para a implementação são bem simples e estão diretamente relacionados a uma gestão de aprendizagem eficiente.



De acordo com Bernard Caffé, a metodologia proporciona facilidade em dispor todos os conteúdos necessário e ter maior engajamento dos alunos para cumprir as tarefas. "Para o professor, colabora com informações privilegiadas em relação ao desempenho de cada aluno." O CEO enumera os passos para iniciar o uso da metodologia nas aulas:

  1. Identifique o público-alvo para direcionamento da linguagem e melhor formato de comunicação

  2. Tenha objetivo de aprendizagem bem claro que trará o direcionamento do maior e principal desafio desse projeto, possibilitando a divisão deste em desafios menores com recompensas proporcionais ao esforço de cada etapa

  3. Estruture os modelos e momentos de avaliação para cada etapa para gerar um sistema de pontos ou níveis de experiência

  4. Utilize aspectos clássicos de jogos durante a jornada como ranking, troféus, medalhas, pontos e diferentes premiações

  5. Pergunte aos seus estudantes quais premiações são realmente do interesse deles e modere-as a partir do nível de esforço, isto é, jornadas e desafios maiores são recompensados com grandes bonificação

Fundada em 2018, a Jovens Gênios desenvolve soluções gamificadas em plataformas digitais adaptativas de aprendizagem gamificada. Os produtos são utilizados no Ensino Fundamental II e contam com algoritmos de inteligência artificial.


"Os recursos da Jovens Gênios tornam o aprendizado mais sólido e divertido para os alunos, transformam a maneira como os professores ensinam ao disponibilizar as principais metodologias ativas de aprendizagem e facilitam o gerenciamento de aprendizagem e engajamento dos alunos em turmas e unidades escolares para os gestores. Ao mesmo tempo, aumentam a participação dos pais ao acompanharem e interagirem com o desempenho dos filhos", resumiu Bernard Caffé.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #oqueé #gamificação #metodologiasativas #edtechs #jovensgênios