• Educador21

ChatClass é selecionada para o ranking 100 Open Startups

Premiação anual do circuito de inovação destaca as startups mais atraentes para o mercado


A 100 Open Startups, plataforma líder em open innovation, já anunciou o Ranking 100 Open Startups de 2020. Criado em 2016, o ranking é cada ano mais conceituado no meio empresarial, assim como a plataforma, que tem seu modelo de negócios baseado no atendimento a grandes empresas e investidores que buscam curadoria de startups, e no apoio a startups que buscam clientes e investidores.


A metodologia do Ranking 100 Open Startups dá pontos para as startups que mais despertam interesse em médias e grandes instituições a cada ano. Para serem elegíveis, as empresas devem cumprir diversos requisitos. O principal deles, não devem ser controladas por nenhum grupo econômico, mas por empreendedores à frente do negócio.

A plataforma conta com, atualmente, com cerca de 13 mil startups, 130 universidades, 3 mil empresas e 3 mil investidores-anjo, com mais de 17 mil negócios registrados entre os participantes, totalizando R$1 bilhão em transações de open innovation desde a sua criação. Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups, avalia que o crescimento do ranking em 2020 -- em mais do que dobrou em relação à edição anterior --, evidencia o amadurecimento de todo o ecossistema.


"A pontuação do ranking mede a quantidade e intensidade dos relacionamentos firmados entre startups e o mercado corporativo. Na edição deste ano, as startups somaram 34.677 pontos, contra 14.859 em 2019", destacou o executivo.


A ChatClass, startup que se propõe a democratizar o ensino bilíngue por meio de tecnologias já inseridas no cotidiano dos alunos, foi uma das selecionadas pela 100 Open Startups como uma das 100 startups de destaque deste ano.

A ChatClass utiliza inteligência artificial em prol de um ensino bilíngue, imersivo e viável para jovens de perfis sociais diversos, no qual alunos podem praticar e falar. Por meio do WhatsApp, ferramenta presente em 99% dos smartphones no país, já alcançou milhares de alunos em todos os estados.

"Fechamos 2020 com muita alegria e satisfação. Tivemos parcerias importantíssimas com instituições como Cultura Inglesa e Editora FTD, além da segunda edição de nosso concurso cultural Olimpíada de Inglês feito juntamente com o Escritório de Ensino de Língua Inglesa (RELO) da Embaixada e dos Consulados dos EUA no Brasil. Esse é apenas o começo", celebrou o CEO e fundador da edtech, Jan Krutzinna.



Fundada em Nova York pelo empreendedor alemão Jan Krutzinna -- duas vezes graduado em Harvard --, a ChatClass visa a democratizar o ensino bilíngue por meio de tecnologias já inseridas no cotidiano dos alunos. Desenvolveu sua Inteligência Artificial para educação que funciona via WhatsApp. Também traz o Intercâmbio em Sala de Aula, que conecta professores, alunos e tutores estrangeiros para que possam praticar o Inglês da melhor forma: falando.


A edtech já impactou mais de 400 mil alunos de escolas públicas e particulares de todo o Brasil. Foi selecionada por programas como Estação Hack do Facebook e Google For Startups, e é uma das edtechs mais inovadoras da América Latina segundo ranking Holon IQ, além de ter recebido investimentos da Canary e Graph Ventures.


#educação #tecnologia #inovação #educador21 #edtechs #ranking100openstartups